Flavia Verginelli

Google

Controlar a ansiedade diante de um ritmo frenético de inovação e de tecnologias recém-descobertas. Esse é o maior desafio de Flávia Verginelli, 42 anos, diretora de soluções de publicidade do Google para América Latina. Para aliviar a tensão e manter hábitos saudáveis, Flávia tenta
otimizar sua rotina. Pratica atividades físicas como natação e ginástica e mora nas redondezas do Google, onde está desde janeiro de 2011. “A carreira de executiva só faz sentido se a mulher estiver completa e feliz”, define. Flávia lembra que o Google é uma empresa que, além de respeitar a vida pessoal dos colaboradores, tem o objetivo de contratar cada vez mais mulheres. “A empresa traz inovação até na conduta
organizacional, valorizando verdadeiramente o capital humano”. Apesar de concordar com a crescente ascensão feminina no mercado de trabalho, ela admite que ainda há diferenças latentes em cargos de chefia. O jeito feminino de derrubar esta barreira vem de situações que saltam aos olhos masculinos. Em uma reunião repleta de homens e estatísticas, Flávia precisava explicar o motivo pelo qual o YouTube faz
tanto sucesso entre os brasileiros. Inseriu em sua apresentação um filme da P&G com Gisele Bündchen simulando um strip tease. “Quem quer pular este comercial?”, perguntou ela. O efeito hipnótico foi o bastante para provar que as marcas brasileiras estão cada vez mais utilizando
a web de maneira criativa para captar a atenção do usuário. Com mais de 20 anos de carreira e experiência nas áreas de vendas e marketing, Flavia, que é casada e não tem filhos, é formada em economia pela FAAP com especialização em marketing pela IESE Business School de Barcelona. A profissional soma passagens ainda pelo Terra, Microsft e Pepsico.

Outras Homenageadas

Patrocínio

Apoio

Apoio de Mídia

Idealização

Realização